Category Archives: Casos Especiais

Mãe de Gianecchini diz que filho nunca chorou: ‘Não reclama’

Enterro do pai do ator Reynaldo Gianecchini (Foto: Manuela Scarpa / Photo Rio News)

Em entrevista à coluna de Mônica Bergano no jornal “Folha de S. Paulo”, Heloísa Helena falou pela primeira vez da doença do filho Reynaldo Gianecchini. Ela diz que o filho “nunca perdeu o chão, nunca chorou” nestes três meses de luta contra o câncer linfático. “Ele tem fé absoluta. ‘Agora, mãe, é que tá na hora de mostrar a fé que nós temos. Não podemos titubear. Vamos ser firmes. Eu vou me curar. Vai passar.’ Ele sempre repete isso. E vai mesmo.”, conta. “Quando passa mal, ele deita, dorme. Mas não reclama de nada. Pode ver que ele está sempre sorrindo, né? Ele não está sempre sorrindo? Em casa é assim também. O pai dele também era muito otimista, graças a Deus.”

Fé em que ela também se apega: “A gente, que tem fé, supera. Rezando, acreditando em Deus. Eu tenho certeza que o Giane vai se curar. Eu tenho. Eu rezo. Promessa eu não faço, não. Acho que o importante é ter fé. E rezar nós podemos em qualquer lugar.”

Heloísa confirmou ao jornal que Giane está se preparando para fazer o transplante de células-tronco (do próprio paciente para que, via transfusão sangue, regenerem a medula.) e disse que a quimioterapia está caminhando bem. “Ele está fazendo e está indo muito bem, caminhando direitinho. Ele já fez seis sessões – quatro e, depois, mais duas. Tá passando bem. Eu faço almoço para ele, uma alimentação bem saudável para que se recupere logo. Depois da químio caem as plaquetas, cai a imunidade. Eu tenho que dar um suporte.”

Operação espírita
A mãe negou que o ator tenha feito uma operação espírita como algumas revistas chegaram a noticiar. “Ele não fez. Quem fez foi o meu marido. O Giane é muito religioso, reza bastante, e muitos rezam por ele. É uma corrente muito grande, de todas as religiões.”

Papel da família
Heloísa Helena que perdeu o marido, também chamado Reynaldo, há pouco mais de umês, para um câncer de pâncreas, diz que nunca questiona Deus. “Eu aceito o que Deus manda para mim. Eu só peço forças para enfrentar.” Agora a dedicação é total ao filho, saiu de Birigui, no interior, e veio para São Paulo para cuidar do caçula e conta que faz comida saudável para ajudar na recuperação.

“Tem que ser otimista, estar sempre dando força, acreditando e falando coisas boas para a pessoa [que está em tratamento]. Não podemos falar sobre doença, morte. Não se fala nisso! Para quê falar? Tem tantos assuntos maravilhosos para a gente conversar. Eu e Giane falamos sempre de coisas boas, do dia a dia, de coisas que ainda vamos viver juntos.”

Em casa: Gianecchini sorri em primeira foto após alta de hospital

Gianecchini volta para casa depois de quimio - Contigo (Foto: Rafael Custo/Revista Contigo)

Revista ‘Contigo!’ registrou a chegada do ator em seu apartamento, em São Paulo, ao lado da mãe, Heloisa, depois de internação para quimioterapia

A revista “Contigo!” registrou o momento em que Reynaldo Gianecchini, ao lado de sua mãe, Heloísa, chegou em sua casa após ter alta do Hospital Sírio Libanes, no último dia 12 – data em que completou 39 anos.

O ator descobriu, em agosto deste ano, que possui um linfoma não-Hodgkin e estava internado para mais uma sessão de quimioterapia.

Enquanto esteve internado, Gianecchini recebeu a visita de Claudia Raia e Mariana Ximenes.

Jornal: Médico veta participação de Gianecchini em programas de TV

Reynaldo Gianecchini (Foto: Reprodução / TV  Vanguarda)

De acordo com a coluna “Olá!” do jornal “Agora”, o médico de Reynaldo Gianecchini vetou a participação do ator em programas de TV. O motivo seria a imunidade de Giane, que está muito baixa por conta do tratamento contra um câncer no sistema linfático. Ainda segundo a publicação, o “Mais Você” e o “Domingão do Faustão” teriam feito convites ao ator.

Reynaldo Gianecchini volta para casa depois de terceira rodada de quimioterapia

Carlos Prates Revista QUEM

Reynaldo Gianecchini foi fotografado enquanto chegava ao seu prédio, no bairro dos Jardins, em São Paulo, na tarde desta quarta-feira (21). Segundo QUEM apurou, o ator deixou o hospital Sírio Libanês depois de se submeter a terceira rodada de quimioterapia. Ele permaneceu internado no centro médico na companhia da mãe, Heloisa, para dar continuidade ao tratamento contra um câncer linfático.

Carlos Prates Revista QUEM

De acordo com uma pessoa próxima ao ator, ele continua se sentindo muito bem, apesar dos medicamentos. “Ele não pode comer qualquer alimento, sua alimentação é muito restrita e com cuidados muito rigorosos. Mas ele é uma pessoa de muita fé, faz orações e meditações diárias e está na maior vibração positiva: acredita na cura e sente muito pouco os efeitos colaterais da quimio. Ele está muito animado, tem saído às ruas, foi almoçar com amigos, foi à locadora de DVD e, apesar das limitações das visitas, está extremamente animado e confiante”, disse a fonte, com exclusividade a QUEM.

Carlos Prates Revista QUEM

fonte: Patrícia Moraes; Fotos Carlos Prates/Revista QUEM

Careca, Reynaldo Gianecchini circula por São Paulo com Marília Gabriela

Vida que segue. É assim que Reynaldo Gianecchini tem levado sua rotina depois da descoberta do câncer linfático, e de uma temporada internado no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Prova disso foi o passeio que o ator deu nesta quinta-feira, 15, com a ex-mulher, a apresentadora Marília Gabriela, no bairro dos Jardins, em São Paulo.

Bem-disposto, o ator esteve no restaurante Quattrino, onde almoçou. Funcionários do local confirmaram sua presença, e disseram que ele e Marília conversaram bastante durante o encontro. Depois, os dois seguiram caminhando e de braços dados pela rua Oscar Freire, a mais badalada do bairro.
Este é o primeiro registro do ator após sua alta do hospital Sírio-Libanês, no dia 26 de agosto, onde ficou internado por quase um mês até ser diagnosticado e receber sua primeira sessão de quimioterapia. O ator voltou discretamente ao hospital no último dia 6 para sua segunda sessão de quimioterapia, e aproveitou para se adiantar da inconveniente queda de cabelo raspando os fios. 

Após segunda sessão de quimioterapia, Reynaldo Gianecchini volta à rotina de exercícios

Após a segunda sessão de quimioterapia, realizada há alguns dias, o ator Reynaldo Gianecchini foi liberado pelos médicos para retornar suas atividades físicas. Segundo o cunhado do galã, Humberto, Giane tem mantido a forma com caminhadas e alimentação balanceada.

“Ele retomou as caminhadas e tem sido importante não só para a parte física como também para a parte psicológica dele”, conta o empresário. O ator também não tem mais se queixado dos enjoos, comuns em pacientes que estão em tratamento contra o câncer. “Nessa segunda etapa (do tratamento) eles foram mais suaves. Ele está ótimo na companhia da mãe Heloísa, em São Paulo”, disse Humberto

No mês passado, Gianecchini foi diagnóstico com um linfoma não Hodgkin, um tumor que atinge os gânglios linfáticos. Ele fez uma cirurgia de hérnia inguinal e após o procedimento, teve uma reação infecciosa na perna e uma outra reação, alérgica.

Como os gânglios não diminuíam, os médicos começaram uma investigação profunda sobre o que estaria acontecendo, descobrindo então o linfoma. Exames diagnosticaram o linfoma de células T.

Reynaldo Gianecchini será substituído em peça com Claudia Raia

O ator Reynaldo Gianecchini será substituído por Guilherme Magon, 25, no musical “Cabaret”, em que formará par romântico com Claudia Raia.
O espetáculo deve estrear em outubro.
“Claro que fiquei nervoso, mas, assim que comecei a estudar o personagem e a ensaiar, isso passou”, afirmou Guilherme . Ele trabalha no teatro desde os 11 anos.
Gianecchini precisou se afastar da produção após ser diagnosticado com linfoma. Ele foi submetido à primeira quimioterapia na última segunda-feira (22) e existe a expectativa dele receber alta nesta sexta-feira (26).

Reynaldo Gianecchini deixa hospital de SP

Reynaldo Gianecchini deixa hospital na região central de SP (Foto: Juliana Cardilli/G1)

O ator Reynaldo Gianecchini, de 38 anos, deixou o Hospital Sírio-Libanês, na região central de São Paulo, por volta das 15h15 desta sexta-feira (26), após receber alta médica. Ele agradeceu o carinho dos fãs na saída do hospital. “Quero dizer que estou muito forte e essa minha força vem, em grande parte, desse carinho todo. As pessoas têm me mandado e-mails o tempo todo. Estou com o coração cheio de felicidade e absolutamente tocado por essa manifestação”, afirmou.

Muitas pessoas aguardavam a saída do ator na porta do hospital e o aplaudiram quando ele entrou no carro. “Eu vou precisar agora ficar mais quietinho, vou precisar do silêncio, mas eu não estou me afastando de ninguém. Eu não tenho palavras para agradecer tudo”, completou o ator.

Gianecchini foi diagnosticado com linfoma não-Hodgkin de células T, um tipo mais raro de câncer que afeta os linfócitos (células de defesa). O início do tratamento foi adiado devido a um sangramento durante a introdução do cateter venoso central no sábado (20). Ele iniciou as sessões de quimioterapia na segunda-feira (22).

A presidente Dilma Rousseff também teve um linfoma não-Hodgkin. A doença foi diagnosticada em abril de 2009 e ela se submeteu a um tratamento no mesmo hospital. O tumor de Dilma foi retirado para ser avaliado e, de acordo com a equipe médica, exames posteriores detectaram que ele era o único foco da doença no organismo. Ela passou por tratamento de quimioterapia preventiva para evitar o surgimento de novos nódulos. Em setembro do mesmo ano, os médicos disseram que ela estava “livre de qualquer evidência de linfoma”.